Rever

Os agachamentos aceleram o metabolismo?


O impacto que os agachamentos têm no metabolismo pode parecer implausível a princípio, mas esse conceito é fato científico, não ficção. Este simples exercício foi apelidado de "rei" dos exercícios devido à sua capacidade de moldar a parte inferior do corpo enquanto aumenta a taxa metabólica basal. Adicionar agachamentos aos seus treinos pode melhorar sua forma geral.

Músculos e metabolismo

A presença de tecido muscular magro tem uma correlação direta e quantificável com a quantidade de calorias que seu corpo queima em repouso ou com sua taxa metabólica basal. Em termos simples, quanto mais massa magra em seu corpo, maior seu metabolismo e melhor você queima gordura adiposa. Após a puberdade, o metabolismo do seu corpo diminui gradualmente à medida que seu corpo perde tecido muscular a cada década. Isso leva a uma maior proporção de gordura / músculo e perda de tônus ​​muscular. Manter e adicionar tecido muscular com um programa regular de condicionamento combate esse efeito.

Agachamento e taxa metabólica

O agachamento trabalha diretamente todos os músculos da parte inferior do corpo, incluindo os grandes músculos do quadríceps, isquiotibiais e glúteos. Eles também afetam seu núcleo central, pois o estabiliza durante o exercício. Três a cinco séries de agachamentos, 20 a 25 repetições, cada uma executada duas vezes por semana, tonificam os músculos da parte inferior do corpo semelhantes ao treinamento com pesos. Durante o pós-treino de recuperação, você adiciona um novo tecido muscular magro que queima gordura, o que, por sua vez, aumenta o seu metabolismo.

Realizando agachamentos

Agachamentos podem ser feitos enquanto se mantém halteres ou sem pesos. Quando realizado sem peso, o peso do seu corpo fornece resistência. Observar a forma correta evita lesões e oferece o maior benefício do exercício. Fique em pé, com os pés afastados na largura dos ombros, com os dedos apontados levemente para fora, para ajudar a manter o equilíbrio. Estenda os braços estendidos à sua frente, na altura dos ombros. Mantenha a cabeça nivelada, aperte os abdominais e empurre os quadris para trás enquanto se agacha até que as coxas fiquem paralelas ao chão. Segure por um momento, depois levante-se e abaixe os braços. Isso conta como uma repetição.

O papel da proteína

A maioria das pessoas está ciente do papel que aminoácidos e proteínas desempenham na síntese muscular. Em resumo, as proteínas são feitas de aminoácidos, e a proteína é o principal componente dos músculos. Os fisiologistas do exercício determinaram que o corpo é mais receptivo aos macronutrientes, como carboidratos e proteínas, imediatamente após o exercício. Aproveite essa descoberta consumindo uma refeição com pouca gordura e alta proteína ou shake após os treinos para ajudar seu corpo a construir e manter o tecido muscular que aumenta o metabolismo.