Diversos

Alergias ao sorgo


Segundo o Wise Geek, o sorgo é uma das cinco culturas de cereais do mundo. Os outros quatro são trigo, aveia, cevada e milho. O sorgo aparece como uma planta alta que pode atingir 6 pés. Existem também raças anãs. Os caules desta cultura tornam-se ingredientes de uma variedade de produtos. Os produtos com sorgo geralmente são um bom substituto para aqueles que são intolerantes ao glúten. Mas, em casos raros, as pessoas podem ser alérgicas ao sorgo.

Sorgo

O sorgo é uma grama que pode crescer nas condições mais secas. O sorgo se adapta bem ao calor e ao clima seco e, portanto, é uma fonte estável de nutrientes para as pessoas. Quando uma planta de sorgo está pronta para a colheita, ela fica vermelha e dura.

Substituto do glúten

Sorgo, ou grãos sem glúten, são adicionados a coisas como arroz, teff, milho, milho, trigo sarraceno, tapioca, araruta, farinha de castanha de água, farinha de soja, amido de feijão, farinha de grão de bico e amido de kudzu. Esses produtos são um substituto para quem é intolerante ao glúten e não pode comer grãos que contêm glúten, como centeio, cevada, aveia e trigo.

Sintomas

Você pode ser alérgico ao sorgo se sentir certos sinais e sintomas após consumi-lo. Esses sintomas podem incluir língua ou boca inchada, desenvolvimento de bolhas na boca ou ao redor, dor, dores de cabeça e urticária. Se esses sintomas ocorrerem, pare imediatamente de comer o produto e procure atendimento médico imediatamente para obter mais instruções.

Outros usos

O uso principal do sorgo é para alimentação animal nos Estados Unidos. Os agricultores podem usar a planta inteira para alimentar os animais. Também pode servir como planta forrageira. O sorgo também pode se tornar um ingrediente em adesivos e produtos de papel através de um processo de moagem a úmido.

Aviso

Se você é intolerante ao glúten e pensa em experimentar produtos de sorgo, consulte um profissional médico para saber mais sobre os benefícios e riscos.


Assista o vídeo: ALERGIA NA PELE: COMO CUIDAR E TRATAR ALERGIA NA PELE? (Janeiro 2022).